Instituto de Pesquisas Tecnológicas

Coordenadas: 23°33'15" S 46°44'01" W

Instituto de Pesquisas Tecnológicas
Razão social Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo S.A.
Atividade Pesquisa e Ensino
Fundação 1899[1]
Sede São Paulo
Presidente Liedi Légi Bariani Bernucci[2]
Certificação Certificação ISO 9001[3]
Website oficial www.ipt.br

O Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT) foi fundado em 1899[1] como Gabinete de Resistência dos Materiais da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Localiza-se na Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira, na cidade de São Paulo, e conta com um Centro Tecnológico em Franca e outro em São José dos Campos. Possui mais de 120 anos de atuação nas áreas de pesquisa, educação e tecnologia e é uma das maiores instituições de pesquisa científica e de desenvolvimento tecnológico do país.

É vinculado a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo e oferece apoio tecnológico à indústria e às políticas públicas.

Por meio de oito unidades de negócios, atua de forma multidisciplinar, contemplando os mais diversos segmentos como energia, transportes, petróleo & gás, meio ambiente, construção civil, cidades, saúde e segurança.

É referência nacional na área metrológica, com diversos laboratórios acreditados pelo Cgcre/Inmetro.

O ano de 2020 marcou o início das operações do IPT Open Experience, que é a pedra fundamental do projeto CITI - Centro Internacional de Tecnologia e Inovação, cujo foco é o desenvolvimento e a aplicação de tecnologias de alta intensidade (hardtech). O IPT Open é, assim, a primeira ação do governo paulista para a criação de um verdadeiro “Vale do Silício” brasileiro na capital do estado.

Mais moderno e integrado, sintonizado com as oportunidades e demandas de desenvolvimento tecnológico e preparado para ser um elo qualificado entre universidades, centros de pesquisa e setor empresarial, o IPT mantém seu papel colaborativo no desenvolvimento do país.

Unidades de Negócios

A foto se trata de uma micrografia de micropartículas poliméricas nanoestruturadas obtidas por spray drying (secagem por dispersão). O fundo é verde escuro, e na frente aparecem as partículas redondas em tom verde mais claro.
Micrografia de partículas poliméricas nanoestruturadas obtidas por spray drying - secagem por aspersão

Bionanomanufatura (BIONANO)

Um dos grandes desafios do século consiste no desenvolvimento de novos produtos e processos industriais que atendam aos princípios de sustentabilidade, abrangendo os aspectos social, econômico e ambiental.

As plataformas tecnológicas de biotecnologia, nanotecnologia e microtecnologia são chave para promover o desenvolvimento sustentável, garantindo vantagem competitiva às empresas. Estas plataformas são as bases da Bionanomanufatura.

A multidisciplinaridade destas plataformas possibilita a realização de soluções tecnológicas integradas.

A nanotecnologia traz novas possibilidades à ciência e ao desenvolvimento tecnológico, com a redução de escala de tempo e tamanho, permitindo intensificação de processos químicos, físicos e biológicos, além de aumento da qualidade e funcionalidades dos produtos.

Processos biotecnológicos oferecem a grande vantagem de serem menos nocivos ao meio ambiente, consumindo menos energia e favorecendo o uso de matérias primas renováveis.

Avanços dos processos de micromanufatura possibilitam a aplicação de nanotecnologia no desenvolvimento de biossensores nas áreas de saúde e ambiental, microrreatores para a química, técnicas analíticas convencionais miniaturizadas, MEMS, NEMS, dentre outras.

Conta com quatro laboratórios:

  • Laboratório de Processos Químicos e Tecnologia de Partículas - LPP
  • Laboratório de Micromanufatura – LMI
  • Laboratório de Biotecnologia Industrial – LBI
  • Laboratório de Química e Manufaturados – LQM
    Detalhe do posicionamento do retrorefletor angular do sistema laser de medição na calibração de eixos rotativos
    Detalhe do posicionamento do retrorefletor angular do sistema laser de medição na calibração de eixos rotativos

Tecnologias Regulatórias e Metrológicas (TRM)

Integra as competências do IPT em metrologia, oferecendo serviços tecnológicos e projetos de P&D que abrangem desde serviços de calibração de medidores e ensaios de equipamentos até a solução de problemas metrológicos complexos.

Conta com quatro laboratórios e uma seção:

  • Laboratório de Metrologia Mecânica – LMM
  • Laboratório de Metrologia Elétrica – LME
  • Laboratório de Referências Metrológicas - LRM
  • Laboratório de Vazão – LV

Tecnologias Digitais (TD)

Alinhada às demandas da sociedade por mais conectividade, mobilidade e processos automatizados com agentes de Inteligência, a Unidade de Negócio Tecnologias Digitais promove a transformação digital por meio do desenvolvimento de soluções inteligentes de Tecnologia da Informação e Comunicações (TIC), com foco no aumento da competitividade das empresas e da qualidade de vida da população.

Tag de RFID
RFID

As três linhas de atuação da unidade são: Internet das Coisas e Sistemas Embarcados; Engenharia de Software e Transportes Inteligentes, e Inteligência Artificial e Analytics. Entrega inovação integrada ao conhecimento multidisciplinar do IPT, incluindo parcerias com universidades nacionais e internacionais, além de uma forte integração com comunidade técnica.

Trata-se de uma unidade reconhecida e credenciada por entidades de classe e do governo, seja na entrega de soluções tecnológicas ou na emissão de relatórios, pareceres e laudos técnicos, incluindo a certificação de soluções de TIC. É reconhecida e habilitada pelo Comitê de área de Tecnologia do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações para a execução de atividades de pesquisa e desenvolvimento dentro da Lei de Informática.

Conta com duas seções:

  • Seção de Internet das Coisas e Sistemas Embarcados
  • Seção de Inteligência Artificial e Analytics- SIAA
  • Seção de Engenharia de Software e Transportes Inteligentes - SESTI

Cidades, Infraestrutura e Meio Ambiente (CIMA)

As cidades são a maior intervenção humana em nosso meio, compondo um cenário ambiental único que abriga por volta de 80% da população mundial. Essa intervenção traz consigo oportunidades, prosperidade e bem-estar para muitos de seus habitantes, mas gera também grandes desequilíbrios sociais, econômicos e ambientais. Estes problemas precisam ser entendidos e gerenciados, já que podem resultar em altos custos financeiros e sociais tanto para a área de políticas públicas, como para os negócios privados.

Prevenção e controle dos impactos ambientais em mananciais, simultaneamente à proposição de medidas mitigadoras para recuperação de áreas afetadas, no entorno do Trecho Sul do Rodoanel
Prevenção e controle dos impactos ambientais em mananciais, simultaneamente à proposição de medidas mitigadoras para recuperação de áreas afetadas, no entorno do Trecho Sul do Rodoanel

É necessário que gestores públicos e privados tenham um bom conhecimento sobre a natureza técnica e as causas dos seus problemas ambientais e de infraestrutura urbana, estando bem capacitados no entendimento do problema e, assim, enfrentá-lo de maneira rápida, objetiva e com a maior redução de custo possível. Esse é o principal objetivo da área, oferecendo soluções tecnológicas e P&D embasados em conceitos de sustentabilidade que envolvem, em amplo senso, as cidades, toda a infraestrutura presente e o meio ambiente que as cerca em escala urbana e rural.

A área conta com uma equipe especializada e multidisciplinar que atua de modo integrado na concepção, modelação de propostas, validação de métodos, desenvolvimento e aplicação de soluções tecnológicas, sempre prezando pela idoneidade, imparcialidade e qualidade técnica no atendimento de demandas dirigidas aos setores público e privado.

Conta com três seções:

  • Seção de Planejamento Territorial, Recursos Hídricos, Saneamento e Florestas - SPRSF
  • Seção de Obras Civis - SOC
  • Seção de Investigações, Riscos e Gerenciamento Ambiental - SIRGA

Materiais Avançados (MA)

O tema ‘Materiais Avançados’ é naturalmente associado à agregação de valor e está diretamente ligado ao uso de novos materiais e melhoramento de processos, cujo resultado seja convertido em melhoria das propriedades físicas e químicas dos materiais tradicionais, criação de propriedades funcionais, bem como o seu potencial de reciclagem e de conversão em matéria-prima secundária.

Máquina de deposição de fitas
Máquina de deposição de fitas

Alinhada à tendência mundial, a Unidade de Negócios Materiais Avançados está estruturada para apoiar o mercado no desenvolvimento de materiais ou modificações, melhoria de propriedades, otimizações e concepção de processos produtivos ou seleção inteligente de novos materiais, possibilitando novas funcionalidades que aumentem a competitividade dos materiais tradicionais e que resultem em menor impacto ambiental.

Com uma atuação em materiais que remonta à sua própria fundação e, por ser uma Unidade Embrapii no tema Materiais de Alto Desempenho desde 2012, os resultados dessas atividades no Instituto materializam-se em inovações, melhorias incrementais e disruptivas em processos e produtos de empresas, com destaque para os setores de mineração, siderurgia, óleo e gás, papel e celulose, energia e automotivo.

Conta com quatro laboratórios:

  • Laboratório de Processos Metalúrgicos – LPM
  • Laboratório de Corrosão e Proteção – LCP
  • Laboratório de Estruturas Leves - LEL
  • Laboratório de Celulose, Papel e Embalagem - LCPE

Energia (EN)

Matéria orgânica obtida através de vegetais lenhosos e não lenhosos, além de resíduos agrícolas, urbanos e industriais. Pode ser queimada diretamente para produzir eletricidade ou calor e ser utilizada também na produção de combustíveis sólidos, líquidos ou gasosos por meio de tecnologias de conversão.
Matéria orgânica obtida através de vegetais lenhosos e não lenhosos, além de resíduos agrícolas, urbanos e industriais. Pode ser queimada diretamente para produzir eletricidade ou calor e ser utilizada também na produção de combustíveis sólidos, líquidos ou gasosos por meio de tecnologias de conversão.

Há mais de 50 anos o IPT desempenha um importante papel na área de energia no Brasil. Desenvolve soluções tecnológicas que aumentam a segurança e a eficiência energética, reduzem emissões e melhoram a eficácia de custos, a aplicação e a funcionalidade de projetos, produtos, serviços e instalações industriais. Atuou em importantes projetos estratégicos para o Brasil, como o desenvolvimento de motores a etanol durante o programa Proálcool na década de 1970 e 1980 e na elaboração de especificações do biodiesel para o Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel em 2004.

Usando técnicas avançadas de engenharia, oferece suporte técnico ao desenvolvimento de produtos e projetos tecnicamente competitivos, incorporando tecnologias apropriadas e utilizando técnicas avançadas de modelagem, simulação e experimentação. Suas atividades e serviços abrangem todo o ciclo de vida de produtos e instalações, desde a pesquisa, projeto, modelagem, prototipagem e testes até o fim de sua vida útil.

Possui equipe altamente qualificada e infraestrutura laboratorial para executar soluções relacionados à geração, à transmissão, à distribuição e à utilização de energia, principalmente para os setores de óleo e gás, agronegócios, transportes, máquinas e equipamentos.

Conta com três laboratórios:

  • Laboratório de Usos Finais e Gestão de Energia - LGE
  • Laboratório de Infraestrutura em Energia - LInE
  • Laboratório de Bioenergia e Eficiência Energética - LBE

Habitação e Edificações (HE)

A grande maioria das atividades realizadas pelo ser humano se dá no interior de edificações. Produzir espaços confortáveis, seguros e sustentáveis em grande volume, de maneira eficiente e com custos competitivos, são os desafios que o setor enfrenta, principalmente quando se trata de habitações. A área de Habitações e Edificações do IPT está preparada e direcionada para apoiar os seus clientes a vencer esses desafios.

Simulador solar Equipamento utilizado para determinar a eficiência energética de painéis coletores e realização ensaios em sistemas fotovoltaicos para geração de energia elétrica.
Simulador solar Equipamento utilizado para determinar a eficiência energética de painéis coletores e realização ensaios em sistemas fotovoltaicos para geração de energia elétrica.

As equipes desta área estão capacitadas para atuar ao longo de toda a cadeia produtiva do setor, iniciando desde a fase de elaboração do projeto de edificações, apoiando as indústrias no desenvolvimento e certificação de produtos, atuando junto a construtoras para aprimorar seus processos e até apoiando programas estaduais e federais de fomento à produção de escolas e Habitações de Interesse Social (HIS). Conta com a base laboratorial mais eclética do país tanto para a realização de ensaios de caracterização de propriedades de materiais, passando pela avaliação de desempenho de elementos, componentes e sistemas construtivos e chegando a inspeções in loco. Tem, também, ampla capacitação para realização de simulações computacionais e abordar e incentivar a adoção de produtos de bom desempenho ambiental por meio de análises de ciclo de vida.

Conta com quatro laboratórios:

  • Laboratório de Materiais para Construção - LMPC
  • Laboratório de Tecnologia e Desempenho de Sistemas Construtivos – LTDC
  • Laboratório de Conforto Ambiental, Eficiência Energética e Instalações Prediais – LCAP
  • Laboratório de Segurança ao Fogo e a Explosões – LSFEx

Ensino Tecnológico

As atividades de ensino do IPT têm como objetivo formar profissionais com sólida capacitação para o desenvolvimento e aplicação de metodologias, técnicas e processos, tendo em vista as mudanças tecnológicas e as transformações econômicas e socioambientais que afetam o desenvolvimento nacional.

Busca formar docentes e pesquisadores visando à geração e difusão de conhecimentos vinculados aos complexos científico-tecnológicos, enfatizando a sua interação com a realidade econômica e socioambiental brasileira.

Além de fomentar a pesquisa e a inovação tecnológica e contribuir para agregar competitividade e aumentar a produtividade em empresas, organizações públicas e privadas.

Saiba mais em sapiens.ipt.br

Ver também

Outros institutos no Governo do estado de São Paulo:

Referências

  1. a b «Linha do Tempo IPT». Sítio do IPT. Consultado em 29 de junho de 2017 
  2. «Board Executivo». Sítio do IPT. Consultado em 7 de julho de 2022 
  3. «Qualidade». Sítio do IPT. Consultado em 29 de junho de 2017 

Bibliografia

  • IPT 100 anos de tecnologia: 1899/1999. Sao Paulo: IPT, 1999. 191p. : 5e..
  • Revista IPT

Ligações externas

  • Página oficial do IPT
  • Página da Unidade de Negócios Bionanomanufatura
  • Página da Unidade de Negócios de Cidades, Infraestrutura e Meio Ambiente
  • Página da Unidade de Energia
  • Página da Unidade de Negócios de Habitação e Edificações
  • Página da Unidade de Negócios de Materiais Avançados
  • Página da Unidade de Negócios de Tecnologias Digitais
  • Página de Unidade de Negócios de Tecnologias Regulatórias e Metrológicas
  • Página da Unidade de Ensino Tecnológico
  • v
  • d
  • e
Sedes
Poder Público
Executivo (Governo do Estado) • Legislativo (ALESPRede ALESPTCESP) • Judiciário (TJSP • TJMSP • TRESPDefensoria PúblicaMinistério Público)
Secretarias
Administração Penitenciária • Agricultura e Abastecimento • Casa Civil • Casa Militar e Defesa Civil • Comunicação • Cultura e Economia CriativaDesenvolvimento Econômico • Desenvolvimento Regional • Desenvolvimento Social • Direitos da Pessoa com Deficiência • Educação • Esportes • Fazenda e PlanejamentoGoverno • Habitação • Infraestrutura e Meio Ambiente • Justiça e Cidadania • Logística e Transportes • Procuradoria Geral do Estado • Projetos, Orçamento e Gestão • Relações Internacionais • SaúdeSegurança PúblicaTransportes Metropolitanos • Turismo
Órgãos
Institutos vinculados à APTA (AgronômicoBiológicoEconomia AgrícolaPescaTecnologia de AlimentosZootecnia) • Arquivo PúblicoCATICONDEPHAATDefesa CivilInstitutos (Adolfo LutzBotânicaButantanCardiologiaFlorestalGeográfico e CartográficoGeológico • Pasteur • Saúde) • Investe.SP • Polícia Científica • Polícia CivilPolícia Militar (Corpo de BombeirosPolícia RodoviáriaUNIVESP
Autarquias
AGEM • AGEMCAMPARSESPARTESP • CBPM • Centro Paula Souza (Etecs • Fatecs) • DAEEDAESPDER • Detran.SP • FAMEMAFAMERP • HC Botucatu • HC/USP-RPHC/USP-SPIAMSPE • IMESC • IPEM • IPEN • IPESP • JUCESP • SPPREV • SUCEN • SUTACOUnespUNICAMPUSP
Empresas
CDHUCETESB • CODASP • Docas de São Sebastião • COSESP • CPOS • CPP • CPSEC • CPTMDERSA • Desenvolve SP • EFCJEMAEEMPLASAEMTUImprensa Oficial • IPT • MetrôPRODESP (Poupatempo) • SABESP
Fundações
FAPESP • FDE • FUNAP • Fundação CASAFundação Florestal • Fundação ITESP • Fundação Padre AnchietaProcon-SPFURPMemorial da América Latina • Oncocentro • Pró-Sangue • SEADE • SP-PREVCOM • Zoológico-SP
Extintas,
privatizadas ou federalizadas
BANESPA • BADESP • Bolsa do CaféCEAGESPCEPAMCESP (ComgásCPFL) • COTESPEletropauloFEPASA (CMEFCPEFEFAEFSEFSPM) • FUNDAPGuarda CivilNossa CaixaPaulipetroVASP
  • v
  • d
  • e
Brasão da cidade de São Paulo.svg Cidade de São Paulo Bandeira da cidade de São Paulo.svg
Edificações esportivas
Edifícios e monumentos
Eventos
Hospitais
Instituições privadas de ensino superior
Instituições públicas de ensino superior
Institutos e centros de pesquisa
Logradouros
Museus e espaços culturais
Parques
Templos
Transportes
Centros comerciais
Brasão da cidade de São Paulo.svg Portal:Cidade de São Paulo
  • v
  • d
  • e
Unidades de ensino,
pesquisa e extensão
Webysther 20160310 - Logo USP.svg
Institutos especializados
Hospitais
Institutos especializados da FMUSP
Centros e museus de arte,
cultura e ciência
Bibliotecas
Unidades auxiliares
Unidades complementares
e órgãos de extensão
Instituições vinculadas
e/ou associadas à USP
Fundações ligadas à USP
Laboratórios ligados à USP
Entidades estudantis
Eventos
Artigos relacionados